O Labirinto de Kubrick, um documentário sobre as chaves secretas por trás de O Iluminado, de Stanley Kubrick

por max 10. abril 2014 06:08

 

 

Vou dizer uma coisa, de verdade, você não pode perder. Se quiser, não veja o restante da programação do Max este mês, mas o filme O Labirinto de Kubrick (Room 237, 2012), primeiro longa-metragem de Rodney Ascher, você precisa ver. DEVE ver, é obrigatório. Estamos diante de um documentário que explora os supostos significados ocultos de uma obra-prima do cinema, o filme de terror O Iluminado (The Shining) de Stanley Kubrick, essa maravilha que até hoje, desde sua estreia em 1980, fascina e faz pensar em seus significados.

Então se trata de um documentário chato que faz análises de cinema? Não, na verdade o assunto é bem divertido. Ascher juntou cinco fãs do filme de Kubrick que dizem o que acreditam ter descoberto. Acontece que o que eles acham ter descoberto é muito divertido. Ascher, vale dizer, não os ridiculariza, mas conversa com eles e mostra, enquanto eles vão falando, as imagens, as cenas do filme onde eles dizem que as chaves estão.

Que chaves, o que descobrem e quem? Trata-se de cinco pessoas, como já disse: Bill Blakemore, que acredita que O Iluminado fala do genocídio dos nativos americanos, baseado nas decorações do próprio hotel Overlook; Geoffrey Cocks, que analisa que a discussão é sobre o holocausto nazista; Juli Kearns, que relaciona o labirinto do filme com o Minotauro (que não é tão absurdo, porém muito óbvio); John Fell Ryan, que descobriu que se você sobrepuser várias cenas diferentes, umas adiantes e outras atrás, formam coincidências bem particulares; e Jay Weidner, que argumenta que o filme é uma grande confissão criptografada de Kubrick, que nos diz que foi ele quem dirigiu a suposta aterrisagem da Apollo 11 na Lua – como sabemos, esta é uma das mais famosas teorias da conspiração.

Será que tudo isso está certo? Não importa! É divertido entrar nessas mentes e saber o que elas pensam. Você pode rir ou levar um susto, assim como fez Jack Torrance, que quase se atreveu a entrar no quarto 237...

Já sabem, O Labirinto de Kubrick,  este mês no Max

O que você vê quando vê o Max?

Para reapresentações, clique aqui.

arquivos
 

nuvem