Camp 14: Zona de Controle Total, documentário marcante sobre os campos de concentração da Coreia do Norte

por max 13. junho 2014 06:08

 

Você sabe quem é Shin Dong-Huyk? No Max, você poderá conhecê-lo no documentário do cineasta alemão Marc Wiese, Camp 14: Zona de Controle Total (Camp 14: Total Control Zone, 2012). A produção conta a vida de Shin Dong-Huyk — se é possível chamar de vida o que ele passou na infância e juventude —, uma pessoa que poderia ser apenas uma sombra de ser humano, pois nasceu em um campo de concentração na Coreia do Norte, no chamado Camp 14 de Kaechon, uma Kwan-li-so, ou colônia penal para dissidentes políticos. Shin Dong-Huyk fazia trabalhos forçados desde os seis anos, comia muito pouco e teve até que comer ratos e insetos para sobreviver. Foi torturado, surrado e ele, em certo momento, acusou a mãe e o irmão de tentativa de fuga, o que os levou ao fuzilamento. Neste lugar terrível, onde se apanha por qualquer coisa, onde um guarda pode matar se não for com a cara de alguém e onde chega-se no máximo aos 45 anos, foi aí que Shin Dong-Huyk nasceu e viveu até os 23 anos.

O documentário de Marc Wiese é testemunha disto e de muito mais. A vida no inferno, recriada através de ilustrações de Ali Soozandeh (A Onda Verde / The Green Wave, 2010) e vista no material original entregue por outro entrevistado, é apresentada de forma terrível e comovente.

Wiese, além de trabalhar com o jovem fugitivo, encontrou duas outras pessoas, dois ex-oficiais que tiveram muito a ver com estes campos. Um deles é Oh Yang-nam, um ex-agente secreto que enviou muitos para a prisão, e o outro é Hyuk Kwon, um guarda do Camp 14 que fala sobre as torturas, os estupros (muitas mulheres ficaram grávidas) e os assassinatos que cometeu. Ele apresenta os únicos vídeos que existem sobre o lugar. Neles, por exemplo, pode-se ver como batem cruelmente em um prisioneiro.

Shin Dong-Huyk é a única pessoa, que se tem notícia, que conseguiu escapar e, parte do documentário, registra seus relatos sobre sua difícil adaptação à realidade. Atualmente, Shin Dong-Huyk é um grande ativista dos direitos humanos.

Camp 14: Zona de Controle Total é um trabalho que mostra uma faceta de um dos países mais isolados e fechados do mundo, governado com mãos de ferro por três gerações da família Kim, todos "líderes supremos", "heróis da pátria", "comandantes eternos" da nação socialista. Sobre o mais recente governante, o jovem Kim Jong-Un, fala-se que ordenou a morte de seu tio, deixando-o nu em meio a 120 cães famintos. Parece que o tio teve um romance com a jovem esposa do dirigente. O certo é que não se sabe se algo disso é certo, porque naquele país o regime ditatorial tem controle absoluto sobre os canais de comunicação e, em geral, não comunicam nada nem desmentem nada. No entanto, depois de ouvir a história de Shin Dong-Huyk, começa-se a pensar que nada é impossível na Coreia do Norte.

Camp 14: Zona de Controle Total, terça, 17 de junho, no Max.

O que você vê quando vê o Max?

Para reapresentações, clique aqui.

Etiquetas:

Geral

arquivos
 

nuvem