Trabalhar Cansa, ou o terror como crítica social

por max 10. agosto 2012 13:09

 

No mês passado, vimos no Max Las Viudas de los Jueves (2009), de Marcelo Piñeyro, filme onde a morte de três homens dá origem a uma história contada em flashbacks e que vira uma espécie de thriller que, por sua vez, acaba sendo um retrato da crise econômica argentina. Em Somos o que Somos (Somos lo que hay, 2010), do mexicano Jorge Miguel Grau, vimos como o terror e o tema do canibalismo foram usados em função da crítica social. Em agosto, o Max traz outro filme que também se aprofunda em diferentes gêneros, para falar da crise trabalhista do Brasil. Neste caso, o gênero é o terror, com certo toque de comédia, e o filme é Trabalhar Cansa (2011), de Marco Dutra e Juliana Rojas.

A vida, que não traz manual de instruções, surpreende um casal que está passando por duas situações distintas. Por um lado, Helena (Helena Albergaria) tem a oportunidade de montar seu tão sonhado minimercado e, por outro, Otávio (Marat Descartes) perde seu trabalho de 10 anos como executivo em uma agência de seguros. Otávio mergulhará em uma profunda depressão de descuidos e tropeços. Ela, por sua vez, transformada de uma hora para outra em sustento da família, começa a fazer os ajustes e as contratações para levar adiante o negócio. É quando aparece Paula (Naloana Lima), uma empregada doméstica que também será a babá de sua filha Vanessa (Marina Flores). O filme insistirá, durante os primeiros momentos, em marcar as dinâmicas e as diferenças sociais. Este acentuado elemento social não será perdido com a entrada do terror, pelo contrário, tentará fundir-se com o gênero. Algo estranho começa a acontecer quando Helena já está estabelecida no minimercado. Um horrível cachorro, muito "a la Goethe", começará a rondar o negócio, um líquido nojento vazará pelo chão, enormes manchas de umidade aparecerão nas paredes. Helena ficará paranoica e suspeitará de seus empregados, mas investigará o que tem de obscuro nos fundos da loja. Otávio, desempregado e castrado, se tornará cada vez mais soturno.

Trabalhar Cansa é um filme de atmosferas frias e estáticas que se mantêm vibrando internamente como se ameaçassem explodir a qualquer momento sobre os alicerces de um estado de vida social e econômica que, tal como mostram os diretores por meio do gênero do terror, parece ocultar as mais terríveis obscuridades, herdadas da escravidão e do lado mais animal da alma humana.

Trabalhar Cansa, segunda-feira, 13 de agosto. Reinvente, imagine de novo… Descubra o Max.

Para reapresentações, clique aqui.

arquivos
 

nuvem