Amor Antes e Depois, ou sem dor não existe amor feliz

por max 14. agosto 2013 12:22

 

Somos pessoas estranhas. Quando podemos ter o amor, nós inventamos desculpas para não amar, ou para sermos infelizes no amor. No passado, lembrando a tradição, as famílias faziam acordos (ou ainda hoje, em algumas sociedades, fazem acordos) de matrimônios. Os que se apaixonavam por fora dos acordos familiares eram infelizes. Embora os que se casavam sob o acordo também eram infelizes. Eram duas pessoas obrigadas a se unir, duas pessoas que não se conheciam antes, que não se gostavam, que não saíram, não foram ao cinema, que não jantaram, não se beijaram porque estavam encantados um pelo outro. Esses tempos, para a maioria, acabaram. Tem sido assim, como em Amor Antes e Depois (Love Aaj Kal, 2009) de Imtiaz Ali, o terceiro filme que o Max traz este mês no ciclo Benvindos a Bollywood. E, de fato, o filme apresenta este contraste ao mostrar uma história de amor moderna entre Jai e Meera, interpretados por Saif Ali Khan e Deepika Padukone respectivamente, e uma história de amor de outros tempos, marcada pelo compromisso matrimonial entre famílias. Nesta história de outra época, Veer Singh (Rishi Kapoor) está perdidamente apaixonado por Harleen (Giselli Monteiro), tanto que viajou centenas e centenas de quilômetros para apenas ver seu rosto. Mas, neste drama do passado, Harleen será negociada para outro homem e isto trará grande sofrimento aos apaixonados. Na história do presente, na história moderna, entre Jai e Meera não existem impedimentos e o casal poderia ser feliz. Mas não é. Não é porque eles são modernos, ou pretendem ser modernos (no início vivem em Londres, isso é importante, pois sua educação é ocidental). O amor é uma coisa fora de moda. O amor é algo brega que não vai de encontro com as modernidades contemporâneas. Então Jai e Meera decidem se separar, porque são modernos, porque não querem compromissos, porque cada um quer "crescer". Resultado: Começam a caminhar pela vida, caem nos braços de outros, sofrem porque não estão juntos. E veja como a frase está escrita "sofrem porque não estão juntos", eu não disse "porque não podem estar juntos", que é bem diferente. Isso acontece porque o amor nesses dias traz o mesmo sofrimento, mas por razões diferentes. Mas é que o amor sem dor não parece ser amor. E quando não é a tradição e as obtusas tradições, é o próprio homem que inventa os dramas para ser imensamente infeliz no amor. Bom, paradoxalmente, somente assim iria parecer que o amor vale a pena.

Amor Antes e Depois, quinta 15 de agosto, no ciclo Benvindos a Bollywood, no Max.

Para reapresentações, clique aqui.

Etiquetas:

Geral

arquivos
 

nuvem