Águas Turvas, ou dois caminhos e um passado

por max 24. julho 2012 06:21

 

Duas vidas, dois pontos de vista e um sequestro que leva à morte. Águas Turvas (DeUsynlige, 2008), do diretor norueguês Erik Poppe, transita pelas referências de uma história de redenção de duas vidas: a do suposto assassino e a da mãe da vítima, uma criança que foi sequestrada e assassinada.

Jan Thomas (Pål Sverre Valheim Hagen), o suposto assassino, nem completou 30 anos e passou sete anos na prisão. Agora que está livre, conseguiu trabalho como organista em uma igreja episcopal norueguesa. Conseguiu um apartamento e começa a criar uma relação muito próxima com Anna (Ellen Dorrit Petersen), pastora da igreja com um filho pequeno que, para Jan, parece muito com a criança morta, que o vive atormentando. O jovem ex-condenado não confessa por completo seu passado para Anna. No entanto, o segredo não ficará para trás, pois logo aparece Agnes (Trine Dyrholm), a mãe da criança morta. Agnes é uma mulher casada e mãe adotiva.

Com Agnes, revela-se outro ponto de vista. O filme começa a contar a história do ponto de vista dela e assim, da mesma maneira que em En el Bosque, de Ryonuske Akutagawa, vamos conhecendo as duas versões da tragédia do passado.

Agnes se transforma em uma perigosa acusadora que irá atrás de Jan na busca de respostas para a morte de seu filho. Assim, aprisionados dentro desse mundo de dor, tragédia e culpa, será forjado um tortuoso caminho de aceitação de destinos, de confissões e redenção.

Com este filme, Erik Poppe completa a chamada "trilogia de Oslo", que começou em 1998 con Schpaaa, cuja história era centrada em uma gangue de delinquentes juvenis, e que depois continuou, em 2004, com Hawaii, Oslo. Desta trilogia, Schapaaa é talvez a que mais se relaciona com Águas Turvas, pois é a peça que fecha o ciclo e volta ao tema da juventude e dos erros cometidos nesses anos, quando falta maturidade para medir as consequências das ações.

Águas Turvas, quinta-feira, 26 de julho. Reinvente, imagine de novo… Descubra o Max.

Para reapresentações, clique aqui.

Etiquetas:

Geral

arquivos
 

nuvem