Outubro, ou o prestamista e os milagres

por max 25. outubro 2011 06:53

 

Há filmes pequenos, discretos, minimalistas, que acabam fazendo grandes milagres. Assim é Outubro (Octubre, 2010), filme peruano, estreia de Daniel e Diego Vega Vidal na direção, que obteve o Prêmio do Júri Un certain regard no festival de Cannes. Os irmãos Vega nos levam para Lima, durante outubro, que é justamente o mês dedicado ao tradicional Señor de los Milagros, e a partir desse fato fazem uma alegoria sobre a transformação de um homem, dono de uma loja de penhores, morto por dentro. Embora o realismo e o enfoque nos costumes típicos regionais sejam a base do relato, a ironia, o humor suave e a expressão mínima funcionam como elementos contemporâneos de transformação para mostrar uma alma que era, ao começo, vazia e insensível. Uma alma que, desde a aparição de uma recém-nascida, vai se transformando no decorrer de sua vivência. O cotidiano e o universal, o particular e o social vão se tecendo nesse fio de crescimento humano que chamou a atenção em Cannes. O personagem de Clemente (Bruno Odar) se vê, um dia, como pai de uma menina nascida de suas relações com uma prostituta, La Cajamarquina, como é chamada. Mas a Cajamarquina sumiu e deixou a menina com ele. Esquivo, solitário, especulador, Clemente não sabe muito bem o que fazer. É nesse caminho da incerteza, do novo, onde os irmãos Vega Vidal se envolvem, e fazem isso com elegância, silêncios e câmeras sóbrias. Assim, um personagem que ao começo poderíamos achar detestável, torna-se simpático e comovente, pois os cineastas conseguem fazer com que achemos graça dos seus infortúnios, das suas antipatias, e da sua teimosia frente às mudanças. No caminho de Clemente aparecem outros personagens: Sofia, uma devota do Señor de los Milagros, interpretada por Gabriela Velásquez, e o velho Don Fico, interpretado por Carlos Gasols. Eles acompanharão Clemente em sua viagem, sua transformação, e também mostrarão suas dores e pequenas alegrias. No final, fica para nós a transformação; só não sabemos se também o milagre.

Outubro, nesta terça-feira 25 de outubro, no Max.

Para retransmissões, clique aqui.

arquivos
 

nuvem