A História de Tomi Ungerer, ou uma personalidade sem fronteiras

por max 18. novembro 2013 09:35

 

Tomi Ungerer, Tomi, é um artista que não conhece limites. Sua criatividade transbordou em outros campos e, graças a ela, carrega uma inquietude inteligente e genial. Passou da ilustração e escrita de literatura infantil (é o autor do famoso texto Os Três Ladrões) a temas eróticos, ao protesto, à política, à publicidade, à arquitetura, à escultura e mais. É um artista difícil de catalogar e de quem, sem dúvida, se poderia fazer um documentário... E, de fato, foi feito. A História de Tomi Ungerer (Far Out Isn't Far Enough: The Tomi Ungerer Story, 2012) dirigido e escrito por Brad Bernstein, que gravou 40 horas de entrevista com o famoso artista nascido na Alsácia, França, para fazer um balanço de sua controversa e dinâmica vida. Ungerer viveu os horrores do nazismo da Segunda Guerra Mundial e se cansou para sempre da guerra, o que o levou a se dedicar na América a um ativismo político importante através de seus cartazes antiguerra. Ungerer também é professor de literatura infantil, mas ao mesmo tempo desenvolve um trabalho transgressor para adultos. No documentário nos deixamos envolver por sua fascinante e elétrica personalidade e passeamos, acompanhados de sua esperteza, de seu humor (e de seu horror), por seus melhores e piores anos. Ungerer é um personagem único, sem duas caras, um personagem de uma energia vital incrível, e isso lhe rendeu uma enorme simpatia, mas também uma boa quantidade de detratores mais ou menos poderosos, que inclusive chegaram a proibir seus trabalhos. Sem dúvida é um homem livre, inteligente e extremamente criativo. Isso pode ser uma grande vantagem, mas em outras ocasiões, pode trazer fortes consequências.

O magnífico documentário de Bernstein também inclui entrevistas com Maurice Sendak (se não me engano, foi a última entrevista concebida por este outro grande artista) e com Jules Feiffer, entre outros.

A História de Tomi Ungerer, terça, 19 de novembro, no Max. O que você vê quando vê o Max?

Para reapresentações, clique aqui.

Etiquetas:

Geral

arquivos
 

nuvem