Ciclo de filmes premiados em Cannes

por max 4. maio 2012 11:13

 

Vem aí a 65ª edição do festival de Cannes. O evento será realizado entre 16 e 27 de maio. No cartaz do festival dos festivais está Marilyn Monroe, em homenagem aos 50 anos de sua morte. E o presidente do Júri é Nani Moretti, diretor do já clássico O Quarto do Filho (La stanza del figlio, 2001).

Aproveitando esta celebração da arte cinematográfica, o Max exibe cinco premiados em Cannes. Toda segunda de maio e na primeira de junho, às 22h, delicie-se com grandes momentos do cinema: Ninguém Conhece os Gatos Persas (No one Knows about Persian Cats) em 7 de maio, Um Homem que Grita (Un homme qui crie) em 11 de maio, Homens e Deuses (Des hommes et des dieux) em 21 de maio, Outubro (Octubre) em 28 de maio e Ano Bissexto (Año bisiesto) em 4 de junho.


 

 

Para começar, o iraniano Ninguém Conhece os Gatos Persas (2009), de Bahman Ghobadi. O diretor de 43 anos já vinha, desde 2000, marcando presença em Cannes e especialmente no Un Certain Regard, mostra paralela que premia filmes com estilos originais, diferentes, inovadores e com histórias desafiadoras. Ninguém Conhece os Gatos Persas ganhou o prêmio do júri dessa mostra.

No centro da trama, a imagem do gato como animal noturno, que anda pelas esquinas, que se esconde, que conhece cada cantinho. O gato como um animal arisco, que ama a noite mesmo sabendo que ela é perigosa e que na noite pode perder a vida. Mas, na verdade, ninguém sabe o que fazem os gatos na escuridão. E ninguém sabe porque eles se fundem com a noite, porque sua essência é o desfrute no mistério.

A partir destas ideias, Ghobadi criou uma história de atrevimentos, de valentia juvenil contra um regime obtuso, de radicalismo religioso, que quer se manter fechado, à parte do mundo contemporâneo, e considera que as atuais manifestações culturais, como por exemplo o rock, são perversão, maldade e loucura. Os dois jovens do filme estão tentando formar uma banda de rock, viver de uma maneira universal, se expressar e se sentirem livres. Tudo bem normal, não é mesmo? Mas não no Irã e o filme mostra esta situação absurda e a luta para passar por ela.

Ninguém Conhece os Gatos Persas, segunda, 7 de maio, no Ciclo Cannes. Reinvente, imagine de novo… Descubra o Max.

arquivos
 

nuvem