Devdas, ou as paixões de Shah Rukh Khan e Aishwarya Raí

por max 16. janeiro 2012 11:54

 

Nesta segunda-feira, 16 de janeiro, continua o ciclo de cinema da Índia, desta vez com Devdas (2002), um dos filmes da chamada Bollywood mais conhecidos internacionalmente e que acabou destacando fora do seu país duas de suas maiores estrelas: Shah Rukh Khan e Aishwarya Raí. Sha Rukh é o ator mais bem pago e de maior prestígio na Índia, um verdadeiro astro. Aishwarya é modelo e atriz muito inteligente, que já foi considerada uma das mulheres mais bonitas do planeta (veja foto acima); de fato, Aishwarya foi miss Mundo em 1994. Não sei se isso significa algo tão importante assim, mas Julia Roberts chegou a dizer que Aishwarya era a mulher mais bonita da face da Terra. Sob a direção de um dos cineastas de maior renome de Bollywood, Sanjay Leela Bhansali, e com a atuação dessas duas grandes estrelas, Devdas deu um salto internacional quase que imediato, e chegou inclusive a ser exibido em Cannes, onde causou alvoroço. Um drama com dança e música –as marcas da fórmula mágica de Bollywood– sobre um amor impossível, uma espécie de Romeu e Julieta misturado com Despedida em Las Vegas (Leaving Las Vegas), de Mike Figgis (você lembra de Nicolas Cage em um de seus poucos papeis decentes e da linda Elisabeth Shue interpretando uma prostituta?). Como na história dos apaixonados italianos, tudo começa com um forte conflito familiar, mas, neste caso, causado pelas diferenças de classes; Devdas (Shah Rukh Khan) é descendente de uma família rica, e está apaixonado por Parvati, uma belíssima jovem (claro, é Aishwarya) de uma classe inferior. A família de Devdas se opõe ao casamento do rapaz com a gata borralheira e, em consequência disso, a mãe dela revida de uma maneira determinante: arranja o casamento de Parvati com um viúvo rico. O dilema do amor impossível leva Devdas à loucura, ao alcoolismo e a procurar a prostituição. No Despedida de Las Vegas da Índia (cabe aqui destacar, porém, que o filme é baseado em um romance de Saratchandra Chatterjee, publicado em 1955, portanto muito anterior ao filme de Figgis), Devdas conhece a cortesã Chandramukhi, interpretada por outra belíssima atriz daquele país, Madhuri Dixit, ganhadora de cinco prêmios Filmfare, considerado o Oscar da Índia. Chandramukhi acaba sendo uma garota doce que se apaixona por Devdas, o que contribui para complicar ainda mais os conflitos existentes no filme que, apesar de seu glamour, suas canções e suas danças, termina levando a história a um final desolador.

Boatos deram conta que Shah Rukh Khan e Aishwarya Raí se apaixonaram durante as filmagens de Devdas, mas a relação terminou pouco tempo depois, paradoxalmente – ao que parece – por causa das reações violentas de Shah Rukji Khan durante suas bebedeiras. A realidade a ficção sabem dar as mãos para brincar em jogos bem cruéis.

Devdas, terceiro filme do ciclo de cinema de Bollywood, nesta segunda-feira, 16 de janeiro, no Max.

Para reapresentações, clique aqui.

arquivos
 

nuvem